Bill Skarsgard Brasil não é afiliado de maneira alguma com Bill, sua família ou seus representantes. Não somos o ator e não temos o mínimo contato com o mesmo. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e gráficos pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos.
Em entrevista, Bill Skarsgård revela ter passado por noites de insônia durante o período de filmagens de “It: A Coisa”
0 Flares 0 Flares ×

Presente na edição de setembro da revista OUT, Bill Skarsgård revela que houve momentos durante as filmagens de “It: A Coisa‘” que o fez ter noites de insônia e confessa ter sofrido bullying na infância por ser um Skarsgård. Confira as fotos e leia a entrevista traduzida abaixo:

Meus olhos são um pouco loucos“, conta Bill Skarsgård com um sorriso em seu rosto. “Então, eu consigo muito bem ser assustador“, vestido em uma jaqueta de lã, com seu cabelo baixo com o gel, o ator sueco de 27 anos se acomoda no sofá de uma suíte em um hotel em West Hollywood, tendo que sobreviver ao longo dia cheio de entrevistas com repórteres estrangeiros.
Skarsgård tem aquele olhar, especialmente quando ele mantém aquele olhar fixo. É um vestígio de olhar de um assassino, esquisitamente meio psicopata. Agora, pegue essa pessoa e adicione maquiagem de palhaço.
Foi por isso que Andrés Muschietti e seus produtores quiseram quando pediram ao Skarsgård comparecer à segunda audição para a nova adaptação da obra clássica de Stephen King, “It: A Coisa“. Eles o consideraram para o papel principal, o palhaço assassino que aterroriza um grupo de crianças transformando-se em seus pesadelos antes de devorá-las. Skarsgård diz que as cenas que ele havia lido inicialmente para o Pennywise eram completamente aptas à novas interpretações. As cenas não especificavam gênero, raça ou idade, o que fez as audições serem as mais divertidas que ele já fez –, e com certeza, com os melhores feedbacks que ele já teve.
Eu fiz minha namorada colocar maquiagem em mim pela manhã e então eu andei por Hollywood com o rosto pintado de palhaço.“, Ele relembra, mais uma vez rindo. “Eu pensava: ‘isso realmente é humilhante, o ápice de um ator fazendo audição em Los Angeles. Mas eu estou feliz por estar fazendo isso“.

Evidentemente, Muschietti teve que o escalar, “Bill tem este incrível balanceamento entre coisas infantis e coisas malignas– ele tem uma aparência muito, muito intensa.”, Disse o diretor argentino uma semana depois de nossa entrevista.”Eu disse para ele que o queria nessa equação. Na pós-produção, eu falei que eu teria que mudar a direção de um de seus olhos e então o teríamos olhando para diferentes direções, e ele disse: ‘oh, eu posso fazer isso’ – e ele fez isso na minha frente’.
Previsto para ser lançado em 07 de setembro, ‘It: A Coisa‘ será o maior papel de protagonista de sua carreira. As expectativas estão altas, considerando a fama do primeiro filme. A minissérie dos anos 1990, estrelado por Tim Curry não ajudou os dois. Porém, ambos Muschietti e Skarsgård estão confiantes com o resultado final de seus projetos.
Um dos conceitos que utilizamos foi fazer a ‘Coisa’ um monstro tenebroso.”, Diz Muschietti. “Tim Curry [fez] um grande personagem icônico, mas [esta] performance está tão boa quanto.. eu acredito em acidentes planejados, então eu basicamente dei a Bill a liberdade de ser louco. Ele se levou ao limite, a um ponto que, a cada take, ele fazia algo diferente. Ele me surpreendida a cada momento.“.
Skarsgård adiciona: “A energia do personagem é que ele não faz sentido para as pessoas. Você nunca sabe o que ele fará a seguir, a imprevisibilidade dele é inquietante“.

Antes de conseguir seu papel, Skarsgård diz que já leu as 1.200 páginas do livro de Stephen King, marcando os momentos importantes e grifando pistas sobre as origens seu personagem, como por exemplo a parte em que Muschietti citou em uma recente entrevista: ‘Pennywise come crianças porque é isso que monstros antigos fazem’.

Além disso, Skarsgård admite que algumas vezes ele teve que parar e relaxar: “Eu tive algumas noites de insônia e sentimentos muito ruins de ansiedade, momentos em que eu pensava: ‘Puta merd*, eu estou entrando nesse personagem, que p*era irá acontecer se eu não conseguir sair dele?’.
Sua performance certamente será comparada ao Pennywise de Tim Curry, que tornou-se um clássico do terror. Mas, como o quarto membro do clã Skarsgård a tornar-se ator, depois de seu pai, Stellan Skarsgård (God Will Hunting, The Girl With the Dragon Tattoo), e de seus irmãos Alexander (True Blood, Big Little Lies) e Gustaf com a série do History, Vikings, Bill já está familiarizado com aqueles que o colocam nas sombras de sua família.
Quando eu comecei a trabalhar na Suécia, haviam pessoas que realmente me odiavam” ele diz sobre seu trabalho mais antigo, quando ele tinha apenas 10 anos de idade. “Crianças, da porr* do jardim de infância diziam: ‘Você acha que você é legal só porque seu pai é Stellan Skarsgård, huh?’ e eu respondia: ‘Não? Nem tanto.’, mas eu poderia entrar em brigas com frequência. [As pessoas] acham que são capazes de dizer: ‘este cara não conseguiu essas coisas porque ele realmente mereceu – ele conseguiu isso de graça‘.”
No entanto, depois de anos de atuação e com a realização de que nada mais pode o magoar, Skarsgård se encontrou em sua carreira. Isso significa que ele encontrou uma maneira de navegar por cima de todas as críticas– o que não é algo fácil para uma pessoa que raramente pede ajuda. “Eu sempre fui uma pessoa independente– quando eu queria“, ele diz. “Se eu tivesse [uma crise], eu poderia conversar [com a minha família], mas eu não faria isso porque eu sou um idiota”.

Skarsgård, tem, no entanto, a mentoria de Muschietti, o diretor de It, que sempre o assegura quando gosta e acredita nas escolhas do ator. Isso deu a Bill a confiança que ele necessitava.
Eu apenas digo para mim mesmo: ‘Algumas pessoas vão odiar o que você está fazendo e outras pessoas vão amar o que você está fazendo‘”, ele diz. “Eu tenho que experimentar os dois, e fazer algo que, se eu estivesse na plateia, eu iria gostar“.
Ele continua, “É muito fácil dizer que está terminado– concordar e discordar com as pessoas que não gostam de você, você tem que ser capaz de se separar [do trabalho]. Mas eu gosto do que eu fiz, enfia se você não gostar, é muito ruim“.

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS > OUT MAGAZINE – AGOSTO 2017

5~119.jpg 5~119.jpg 5~119.jpg

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Bill Skarsgard Brasil não é afiliado de maneira alguma com Bill, sua família ou seus representantes. Não somos o ator e não temos o mínimo contato com o mesmo. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e gráficos pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos.