Bill Skarsgard Brasil não é afiliado de maneira alguma com Bill, sua família ou seus representantes. Não somos o ator e não temos o mínimo contato com o mesmo. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e gráficos pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos.

Archive from 'The Coldest City'



Em entrevista, Bill Skarsgård revela ter passado por noites de insônia durante o período de filmagens de “It: A Coisa”
08.01

Presente na edição de setembro da revista OUT, Bill Skarsgård revela que houve momentos durante as filmagens de “It: A Coisa‘” que o fez ter noites de insônia e confessa ter sofrido bullying na infância por ser um Skarsgård. Confira as fotos e leia a entrevista traduzida abaixo:

Meus olhos são um pouco loucos“, conta Bill Skarsgård com um sorriso em seu rosto. “Então, eu consigo muito bem ser assustador“, vestido em uma jaqueta de lã, com seu cabelo baixo com o gel, o ator sueco de 27 anos se acomoda no sofá de uma suíte em um hotel em West Hollywood, tendo que sobreviver ao longo dia cheio de entrevistas com repórteres estrangeiros.
Skarsgård tem aquele olhar, especialmente quando ele mantém aquele olhar fixo. É um vestígio de olhar de um assassino, esquisitamente meio psicopata. Agora, pegue essa pessoa e adicione maquiagem de palhaço.
Foi por isso que Andrés Muschietti e seus produtores quiseram quando pediram ao Skarsgård comparecer à segunda audição para a nova adaptação da obra clássica de Stephen King, “It: A Coisa“. Eles o consideraram para o papel principal, o palhaço assassino que aterroriza um grupo de crianças transformando-se em seus pesadelos antes de devorá-las. Skarsgård diz que as cenas que ele havia lido inicialmente para o Pennywise eram completamente aptas à novas interpretações. As cenas não especificavam gênero, raça ou idade, o que fez as audições serem as mais divertidas que ele já fez –, e com certeza, com os melhores feedbacks que ele já teve.
Eu fiz minha namorada colocar maquiagem em mim pela manhã e então eu andei por Hollywood com o rosto pintado de palhaço.“, Ele relembra, mais uma vez rindo. “Eu pensava: ‘isso realmente é humilhante, o ápice de um ator fazendo audição em Los Angeles. Mas eu estou feliz por estar fazendo isso“.

Evidentemente, Muschietti teve que o escalar, “Bill tem este incrível balanceamento entre coisas infantis e coisas malignas– ele tem uma aparência muito, muito intensa.”, Disse o diretor argentino uma semana depois de nossa entrevista.”Eu disse para ele que o queria nessa equação. Na pós-produção, eu falei que eu teria que mudar a direção de um de seus olhos e então o teríamos olhando para diferentes direções, e ele disse: ‘oh, eu posso fazer isso’ – e ele fez isso na minha frente’.
Previsto para ser lançado em 07 de setembro, ‘It: A Coisa‘ será o maior papel de protagonista de sua carreira. As expectativas estão altas, considerando a fama do primeiro filme. A minissérie dos anos 1990, estrelado por Tim Curry não ajudou os dois. Porém, ambos Muschietti e Skarsgård estão confiantes com o resultado final de seus projetos.
Um dos conceitos que utilizamos foi fazer a ‘Coisa’ um monstro tenebroso.”, Diz Muschietti. “Tim Curry [fez] um grande personagem icônico, mas [esta] performance está tão boa quanto.. eu acredito em acidentes planejados, então eu basicamente dei a Bill a liberdade de ser louco. Ele se levou ao limite, a um ponto que, a cada take, ele fazia algo diferente. Ele me surpreendida a cada momento.“.
Skarsgård adiciona: “A energia do personagem é que ele não faz sentido para as pessoas. Você nunca sabe o que ele fará a seguir, a imprevisibilidade dele é inquietante“.

Antes de conseguir seu papel, Skarsgård diz que já leu as 1.200 páginas do livro de Stephen King, marcando os momentos importantes e grifando pistas sobre as origens seu personagem, como por exemplo a parte em que Muschietti citou em uma recente entrevista: ‘Pennywise come crianças porque é isso que monstros antigos fazem’.

Além disso, Skarsgård admite que algumas vezes ele teve que parar e relaxar: “Eu tive algumas noites de insônia e sentimentos muito ruins de ansiedade, momentos em que eu pensava: ‘Puta merd*, eu estou entrando nesse personagem, que p*era irá acontecer se eu não conseguir sair dele?’.
Sua performance certamente será comparada ao Pennywise de Tim Curry, que tornou-se um clássico do terror. Mas, como o quarto membro do clã Skarsgård a tornar-se ator, depois de seu pai, Stellan Skarsgård (God Will Hunting, The Girl With the Dragon Tattoo), e de seus irmãos Alexander (True Blood, Big Little Lies) e Gustaf com a série do History, Vikings, Bill já está familiarizado com aqueles que o colocam nas sombras de sua família.
Quando eu comecei a trabalhar na Suécia, haviam pessoas que realmente me odiavam” ele diz sobre seu trabalho mais antigo, quando ele tinha apenas 10 anos de idade. “Crianças, da porr* do jardim de infância diziam: ‘Você acha que você é legal só porque seu pai é Stellan Skarsgård, huh?’ e eu respondia: ‘Não? Nem tanto.’, mas eu poderia entrar em brigas com frequência. [As pessoas] acham que são capazes de dizer: ‘este cara não conseguiu essas coisas porque ele realmente mereceu – ele conseguiu isso de graça‘.”
No entanto, depois de anos de atuação e com a realização de que nada mais pode o magoar, Skarsgård se encontrou em sua carreira. Isso significa que ele encontrou uma maneira de navegar por cima de todas as críticas– o que não é algo fácil para uma pessoa que raramente pede ajuda. “Eu sempre fui uma pessoa independente– quando eu queria“, ele diz. “Se eu tivesse [uma crise], eu poderia conversar [com a minha família], mas eu não faria isso porque eu sou um idiota”.

Skarsgård, tem, no entanto, a mentoria de Muschietti, o diretor de It, que sempre o assegura quando gosta e acredita nas escolhas do ator. Isso deu a Bill a confiança que ele necessitava.
Eu apenas digo para mim mesmo: ‘Algumas pessoas vão odiar o que você está fazendo e outras pessoas vão amar o que você está fazendo‘”, ele diz. “Eu tenho que experimentar os dois, e fazer algo que, se eu estivesse na plateia, eu iria gostar“.
Ele continua, “É muito fácil dizer que está terminado– concordar e discordar com as pessoas que não gostam de você, você tem que ser capaz de se separar [do trabalho]. Mas eu gosto do que eu fiz, enfia se você não gostar, é muito ruim“.

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS > OUT MAGAZINE – AGOSTO 2017

5~119.jpg 5~119.jpg 5~119.jpg

GQ MAGAZINE: Bill Skarsgård revela motivos de não ter redes sociais e fala sobre ser um Skarsgård
07.19

Em entrevista para edição de agosto da revista GQ, Bill Skarsgård conta como foi trabalhar ao lado de Charlize Theron em ‘Atômica‘, sobre ser um Skarsgård e revela motivo de não ter redes sociais.

 

O novo Skarsgård: O último da longa linhagem da realeza de atores suecos está prestes a estrear seu novo filme nos cinemas.

Você está morando em Estocolmo, agora?
No momento eu não tenho um lugar específico para morar. Estocolmo é o lugar em que eu cresci, então nesse senso, Estocolmo é minha casa. Mas nos últimos anos eu estive morando em diversos lugares. Mas estou pesquisando algum lugar para comprar em Estocolmo porque eu acho que é isso que as pessoas adultas fazem.

Hora para descansar?
É mais sobre ter um lugar para colocar todas as minhas coisas, eu estou morando no apartamento da minha namorada com duas malas que não estão completamente arrumadas – essa tem sido minha vida durante os últimos seis anos. Eu estou muito interessado em ter um lugar para guardar minhas cuecas.

Isso é importante. Foi legal trabalhar em um filme que foge dos estereótipos de como um herói em ação deve aparentar?
Sim. Esse é um dos pontos altos do filme, Charlize realmente pode usar aqueles saltos e chutar as bundas de todos durante o filme inteiro. É uma grande coisa e eu acho que deveríamos ver mais disso.

Você passou bom tempo trabalhando com Theron. Como ela era?
Ela é muito legal. Uma veterana. Mas como grande parte dos atores nomeados, eles estão lá apenas para trabalhar – uma vez que eles não estão no estúdio, eles são pessoas normais.

Nenhuma equipe carregando bandejas de chás?
Isso depende da pessoa, sabe? Claro que tem uma vantagem quando se é uma pessoa daquele calibre – que não é apenas uma atriz, mas uma estrela. Eu tenho certeza que há pessoas que abusam desde poder nos estúdios. Quero dizer, eu sei que tem pessoas que abusam desse poder nos estúdios. Mas Charlize não é desse tipo de pessoa.

Você já trabalhou com alguém que seja?
Eu nunca vi isso pessoalmente, mas você ouve muitas histórias. Eu realmente não sei como eu lidaria com isso. É tão estranho para mim – eu não entendo porque esse tipo de pessoa continua trabalhando.

Atuação está no seu sangue, mas você nunca teve ambições de ter um ‘trabalho normal’? Ser um contador, talvez?
Nunca pensei em ser contador. Eu tive momentos em que eu não tinha certeza se eu queria persistir em algo que é tão associado à minha família. Mas eu tinha muita certeza do que eu queria fazer aos 16 anos, e isso é muito raro – eu tenho amigos que estão com mais de 20 anos e ainda não sabem o que querem fazer em suas vidas. Eu tenho trabalhado como ator desde quando eu tinha 9 anos de idade e desde sempre eu apreciei isso.

Como ser um Skarsgård afetou sua carreira?
Isso realmente te beneficia imensamente em relação aquelas pessoas que estão organicamente ligadas a você – então você consegue oportunidades gratuitas devido a isso. Mas você também precisa peneirar algumas oportunidades que você consegue.

Nenhuma desvantagens?
Pessoas gostam de descobrir coisas novas. Quando eu tive meu primeiro protagonista, as pessoas da produção perguntaram para o diretor, “Quem é esse garoto? Eu nuca o vi antes!”, então quando eles pesquisaram, eu era Bill Skarsgård e a cara deles caíram. Tipo, quando você encontra uma banda nova e todos dizem para você que eles já são super famosos, com isso, você fica desapontado por não ter sido o primeiro a encontrá-los.

Esse ano, você foi ao Met Gala com seu irmão, Alex. Como foi?
Essas coisas me estressam. Eu não sei onde colocar minhas mãos. Mas esse convite coincidiu com o fato de eu estar em Nova Iorque. Então eu fiquei sabendo que Alex iria, foi um bônus.

Você teve uma grande noite?
Eu tive que trabalhar no dia seguinte, então eu não fiquei até muito tarde como eu deveria. Mas foi divertido, você conhece diversas pessoas legais. E tem todo aquele espetáculo –para todas aquelas roupas ridículas– eu nunca tinha presenciado algo assim. Eu realmente fiquei honrado de ter sido convidado.

Você gosta de conhecer pessoas famosas?
Realmente não. Não pessoas famosas apenas pelo fator de que elas são famosas –isso nunca me interessou. Se eu conhecer Louis CK, eu ficaria impactado– ele é um dessas pessoas que eu realmente admiro. Ele é apenas inteligente e divertido.

Você tem evitado as redes sociais. Por que isso?
Eu tenho Facebook e Instagram, mas são privados. Eu acho que você pode se tornar viciado em ter diversos contatos diretos com os fãs. E isso os definem como números –eles não são pessoas reais para você. Isso é uma forma adulação que eu não acho que é muito saudável.

Então você não é o cara das selfies?
Não. Tem alguns momentos em que eu tenho algumas coisas para promover –eu teria muito tempo livre se fosse por essa causa. Mas eu acho que é algo realmente estranho ficar se promovendo. É um pouco egoísta.

ENTREVISTA E FOTOS: Bill Skarsgård fala sobre atuar, novos projetos e palhaços assassinos
03.03

Após meses sem aparecer à midia, Bill Skarsgård foi modelo para as lentes do fotógrafo do site Mr. Porter! Além disso, o ator concedeu uma marvailhosa entrevista para o site, em que falou sobre seus novos projetos e sobre ser ator. Confira a entrevista traduzida abaixo.

Como ser um Nômade Moderno
Por Bill Skarsgård

Eu sou essencialmente um ‘sem-teto’ “, diz Bill Skarsgård, sentado no bar de um lugar hipster Los Angeles. Desabrigado, como em itinerante, com nenhuma moradia fixa, como um vagabundo. “Durante sete anos eu não tive uma casa”, explica o ator de 26 anos, com um leve tom de voz e um sotaque sueco. Ele não possui uma casa, um carro, ou mesmo qualquer mobília . “Eu literalmente vivo da minha mala. Esta é a minha vida. O que está na mala é de acordo com mudanças das estações do ano, mas eu sou muito bom em fazer malas de viagem. Eu tenho feito isso durante toda minha vida adulta.”

Eu cresci viajando,” explica ele, bebendo café preto e forte enquanto esperava por seus ovos benedict . “Quando éramos crianças, meu pai nos levava para onde ele estava filmando. Eu fiquei no Camboja durante três meses quando eu tinha 12 anos. E no México. No mundo todo. Estou muito grato por ter tido isso quando criança, poder ver e apreciar as culturas de outras pessoas e situações diferentes de vida em Estocolmo, que é um lugar limpo e organizado”.
O Sr. Skarsgård é o filho do ator mais querido da Suécia, o Sr. Stellan Skarsgård ( Thor, Good Will Hunting , Mamma Mia e The Girl With The Dragon Tattoo) e irmão menor do mais novo famoso de Hollywood, Sr. Alexander Skarsgård ( True Blood, Tarzan, Big Little Lies ).
Há apenas uma família Skarsgård na Suécia, até onde ele sabe. “Meu avô inventou o nome“, diz ele. Na década de 1940, o governo sueco incentivou os patriarcas a escolherem novos nomes porque havia muitos Nilssons, Johnsons, Johanssens e Svensens.
E é uma grande família: Bill Skarsgård é um dos cinco irmãos, e faz parte dos quatro que são atores (o outro é um médico, como sua mãe). Ele também tem uma irmã (uma modelo que virou gerente de boate) e dois meio-irmãos mais jovens. Dezessete familiares e ele foram Bali no Natal passado. “É uma família sueca muito pouco tradicional“, diz ele. Skarsgård cresceu em uma comunidade de atores e artistas com portas abertas. Sua educação era extremamente liberal e boêmio, com jantares familiares estridente todas as noites.

Mesmo que ele já tenha atuado muito durante sua vida, houve um tempo quando ele era adolescente que ele pensou se ele poderia realmente continuar com essa carreira, pois, segundo ele, “gostava da ideia de ser o quarto Skarsgård ator“. Tem outros cinco deles agora, seu irmão mais novo, Valter Skarsgård, de 21 anos, seguiu seus passos. “A Suécia é um país pequeno. Lá são feitos 30 filmes por ano, é e como se os Skarsgårds estivessem em todos, porque nós somos atores”.

Senhor Bill Skarsgård está agora tentando fazer seu próprio nome fora da Suécia, mas também está consciente de que isso será mais difícil do que parece ser, especialmente em Hollywood. “É por isso que passei um tempo difícil vivendo aqui [em Los Angeles],” ele diz. “Eu gosto de estar aqui por um mês ou três, e então eu preciso ir embora. Isso afeta o quanto você vale. Atuação é uma indústria muito brutal e insegura. É um trabalho vulnerável e você constantemente ganha críticas de outras pessoas, tem aquelas que julgam você não apenas pela sua performance, sua habilidade, mas também julgam como você se apresenta ou como você soa, como você é grande e todas essas coisas diferentes. Eu não gostaria que meus filhos fossem atores”.

Ele estima que ele passa um total acumulativo de três meses em Los Angeles durante o ano. Ele usa mais Airbnbs do que se hospeda em hotéis porque, seguindo a tradição Skarsgård, ele agora gosta de fazer grandes jantares e festas regularmente. Ele passa quase três meses na Suécia com sua namorada e atriz de 32 anos, Alida Morberg. E o resto do ano ele passa em algum lugar, gravando.
Enquanto seu irmão mais velho tornou-se famoso na série de vampiros lúdicos, True Blood, da HBO, Bill Skarsgård teve seu grande intervalo internacional interpretando o personagem principal em Hemlock Grove, uma série de torror e fantasia da Netflix, que mistura vampiros e lobisomens. A mesma durou três temporadas moderadamente sucessivas.

Esse papel o ajudou a garantir o papel de protagonista, Pennywise, um palhaço devorador de crianças no remake de “It: Uma Obra Prima do Medo“, adaptação do livro de terror com o mesmo nome, de Stephen King. Algumas pessoas ligaram o livro original e o filme como responsáveis pelo pandemônio que aconteceu de repente no ano passado, em que o país foi “atacado” por palhaços sinistros que apareciam à noite. Inclusive, esses “ataques” foram reportados globalmente. E tudo isso foi estranhamente coincidência.

Nós fizemos nossa primeira divulgação para a mídia com uma foto minha como o palhaço, e então, semanas depois, esses incidentes com os palhaços assassinos começaram a ser reportados nos jornais“, diz Skarsgård. “Nós estávamos no meio de um ensaio fotográfico e todos esses ataques de palhaços começaram a acontecer ao redor do mundo. Foi estranho”.
No entanto, mesmo ele não sendo um fã de terror, Skarsgård aprecia interpretar esses personagens assustadores.”Eu estou apto para descobrir qualquer lado obscuro meu“, ele diz. “Eu realmente acho divertido interepretá-los. Eu gosto de explorar partes desgostosas que existem em mim. Meu objetivo tem sido interpretar esse palhaço de maneira mais assustadora possível. É isso que eu tenho falado, eu quero continuar versátil, para que você não tenha a percepção de que eu sou o palhaço devorador de crianças”.

Seu próximo filme, que estréia esse verão, é algo diferente, de longe. “É uma parte pequena, mas divertida em ser um alemão punk que só faz m*rda”, em Atomic Blonde, um suspense de espionagem criado em Berlim, logo após a queda do Muro. O filme também é estrelado por James McAvoy e Charlize Theron.

Em breve, ele está de volta à estrada novamente. Depois de retornar de nosso ensaio fotográfico em Palm Spings, ele estará em Nova Orleans para filmar ‘Assassination Nation’, um filme de Sam Levinson, e terá alguns amigos voando para encontrá-lo durante o Mardi Gras. “Eu nunca saberia o que eu seria há uns meses atrás“, ele diz. “Você muitas pessoas no mundo que são dessa maneira, vivem como se fossem nômades que fazem shows em circos”.

5~119.jpg 5~119.jpg 5~119.jpg 5~119.jpg

INICIO > ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS > MR. POTER – FEVEREIRO 2017
“The Coldest City”, novo filme de Bill Skarsgård, ganha data de estreia nos EUA
06.11

Ontem à tarde, 10/06, o site americano sobre lançamentos de filmes, ComingSoon.com, divulgou a data de lançamento do mais novo filme de Bill Skarsgård.

Dirigido por David Leitch e adaptado do livro de Kurt Johnstad, “The Coldest City” estreia nos cinemas americanos em 11 de agosto de 2017!

Bill Skarsgard Brasil não é afiliado de maneira alguma com Bill, sua família ou seus representantes. Não somos o ator e não temos o mínimo contato com o mesmo. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e gráficos pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos.